Saúde

80 mil vão ter Covid longo. A segunda pandemia já chegou e não poupa nem os mais novos, nem quem teve doença ligeira

Uma em cada dez pessoas que tiveram Covid-19 vão ter sintomas para além dos 3 meses. Alguns podem ser irreversíveis. Podem afetar o cérebro, os pulmões, o coração, os rins e até a pele.

Nas consultas que dá no privado, o pneumologista Carlos Robalo Cordeiro atende dez doentes por dia. Cinco deles sofrem de Covid longo (long covid, em inglês). “É a nova pandemia”, diz o também diretor de Serviço de Pneumologia do Centro Hospitalar de Coimbra. Os efeitos podem afetar o cérebro, a pele, os pulmões, o coração e os rins, para além de outros órgãos, e prolongam-se por mais de três meses, mesmo depois de o doente ter recebido o carimbo “curado de Covid-19”. São efeitos que não poupam os mais novos, nem sequer os que tiveram doença ligeira, e, para já, não há dados nacionais, nem protocolos de como seguir estas pessoas. A Direção Geral de Saúde, em resposta ao Observador, diz estar a preparar uma norma para o efeito, enquanto os médicos apontam para um mínimo de 80 mil doentes a sofrer de sequelas que podem ser irreversíveis. Só o tempo o dirá.

 

FonteAna Kotowicz OBSERVADOR.PT

 

Fonte
observador.pt
Mostrar mais

Artigos relacionados